Rola Diamante

 photo adsiocnhokl_zpsed473fdc.png 

Nome científico
Geopelia cuneata

Origem
Austrália

Família
Columbidae

Tamanho
12 a 24 cm

História: 
A Rola Diamante é nativa da Austrália e Indonésia, sendo uma das aves mais pequenas do seu género, Geopelia. Vivem em zonas particularmente quentes, mas sempre junto a água. Por vezes são avistadas junto a parques e jardins.
A Rola Diamante foi importada para a Europa no final do século XIX. Hoje em dia é uma ave muito popular em aviários. Resistentes e granívoras são uma boa escolha para iniciantes.

Temperamento: 
Dentro do grupo de rolas e pombos, as rolas diamante são a espécie mais calma e mais apropriada para se ter num aviário em casa.
Comunicam em tons graves e longos, seguidos por chamadas mais rápidas.

Descrição: 
A tonalidade principal é o cinzento. As pintas brancas nas asas são o que diferencia esta espécie, uma vez que é a única do seu género que apresenta pintas. Os olhos estão rodeados por uma auréola alaranjada. Pesam entre 23 a 32 gramas.

Distinção do sexo: 
A diferenciação dos sexos faz-se muitas vezes pela coloração das asas e pela largura da auréola laranja à volta dos olhos: as fêmeas têm as asas mais acastanhadas e a auréola mais fina.

 photo adsca_zpsfe9dffcf.png 

Alojamento:
 É preferível albergar um casal de rolas por cada aviário do que um pequeno grupo, isto porque os machos têm tendência a mostrar alguma agressividade perante machos da mesma espécie.
A gaiola de uma Rola Diamante deve permitir que esta abra totalmente as asas sem tocar nas grades. É indispensável a colocação de pelo menos dois poleiros e locais para colocar a água e a comida. Se as gaiolas não permitem que a Rola voe livremente, deverá libertar a ave dentro de casa ou num local fechado pelo menos algumas horas por dia. As rolas diamante gostam de estar no chão do aviário onde bicam à procura de sementes. Por esta razão, o fundo da gaiola destas aves não deve ser comporto por barras de metal, uma vez que estas aleijam as patas.

Criação:
Esta espécie tanto pode ser crida num aviário como numa gaiola de criação. Pode pendurar caixas de ninhos em diversos pontos do aviário; estas caixas devem ter pelo menos 12 x 12 centímetros e uma altura de aproximadamente, 5 centímetros. Estas aves preferem caixas de ninhos em estrutura de arame ou caixas semiabertas. O ninho é feito de todo tipo de material, como feno e galhos. Antes, durante e após a época de gestação, as aves têm uma necessidade acrescida de alimentos à base de ovos. As rolas diamante põem dois ovos. Os progenitores repartem a responsabilidade de incubação dos ovos, o que dura aproximadamente doze a treze dias. Durante os primeiros dias de vida, a fêmea alimenta as crias com leite de pombo. O macho também colabora. A plumagem começa a surgir entre os 12.º e o 14.º dias de vida. As aves não estão ainda preparadas para cuidar de si próprias de uma forma adequada, continuando ainda por algum tempo a ser alimentadas e criadas por ambos os progenitores. Um bom par criador, estando em boas condições físicas, pode criar duas a três ninhadas por ano. 

Alimentação:
Pode proporcionar a estas aves uma alimentação base de mistura de sementes para aves tropicais de pequeno porte. Além disso, de vez em quando, pode dar-lhe verdura, milho painço italiano e sementes germinadas. Deve proporcionar sempre a estas aves um amplo abastecimento de arenito, para que possam ingerir as quantidades necessárias. As rolas diamante bebem relativamente pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...